Domingo, 20 de Agosto de 2017
banner_top_2
Quem Somos

13 Anos de História

A Timor Telecom (TT), operadora de Telecomunicações de Rede Fixa e Móvel de Timor-Leste, surge praticamente de raiz depois das infra-estruturas de telecomunicações do país terem sido destruídas em Setembro de 1999. Em 2001, ainda sob a égide da UNTAET (administração das Nações Unidas), é lançado um concurso público internacional para a construção de um sistema de Telecomunicações para Timor-Leste em regime BOT (Build, Operate, Transfer). Em Julho de 2002, o consórcio Timor Telecom (promovido pela Portugal Telecom) vence o concurso, sendo assinado o respetivo Contrato de Concessão entre a Timor Telecom e o Estado da República Democrática de Timor- Leste. A 17 de Outubro o consórcio Timor Telecom transforma-se oficialmente em Timor Telecom, S.A. – primeira sociedade anónima a ser constituída no país. Em 1 de Março de 2003, a Timor Telecom inicia as operações (Díli, Lospalos, Baucau e Oecusse).
Passados 13 anos, a Timor Telecom é uma empresa sólida e dinâmica que já ultrapassou vários desafios e que desde sempre acompanhou o povo timorense no seu percurso desde a Restauração da Independência.
Muitos foram os acontecimentos que marcaram a história da Timor Telecom, dos quais se destacam:

Marcos históricos:

  • A 17 de Outubro de 2002, após a assinatura do Contracto de Concessão entre o Estado da RDTL e a Timor Telecom celebrado em Julho de 2002, nasce a Timor Telecom como a primeira sociedade anónima e operadora das Telecomunicações em Timor-Leste.
  • A 1 de Março de 2003, a TT começa a operar em Timor-Leste com a sua primeira rede própria e indicativo do país (+670).
  • Em 2004, foi inaugurada a rede de telecomunicações na ilha de Ataúro.
  • 2005 - Abertura das lojas em Maliana, Suai e Oecusse.
  • Em 2006 cerca de 50 mil clientes já tinham acesso ao serviço móvel. Surge também a primeira lista telefónica do país.
  • Em 2007 é lançado o serviço voice mail e a publicação das Páginas Amarelas de TL.
  • Em 2008, a TT atingiu os 125 mil clientes da rede móvel e surge, no final do ano, o primeiro cartão de recarga de $1USD.
  • Em 2009 é lançado o serviço internet banda larga Net Boot e surge o novo comutador e a plataforma de rede inteligente ao serviço das telecomunicações em Timor-Leste.
  • 2010 foi marcado pelo lançamento do novo logotipo (Toke) e ainda pelo surgimento da rede de fibra ótica na cidade de Dili.
  • Em 2011 entra em serviço o centésimo site ou BTS do serviço da rede móvel.
  • 2012 assinado o acordo entre o Estado de Timor-Leste e a Timor Telecom para a cessação antecipada do contrato de concessão celebrado em 2002.
  • Em 2013, inaugurou-se um novo Call center e concluiu-se o projeto de remodelação das lojas da TT. O ano de 2013, ficou marcado também pelo lançamento de novos tarifários: Toke Livre, Viva e Diak.
  • 2014, foi o ano do desenvolvimento das tecnologias na Timor Telecom. A TT implementa um novo conceito de internet com a qual aumenta significativamente a largura de banda, velocidade e qualidade.
  • Em 2015, a TT voltou a “construir” um grande palco com nova edição de um festival de música, direcionado para os jovens, consolidando a aposta no tarifário DIAK Loos, exclusivo para estudantes, lançado no ano anterior

 

O investimento na sociedade de informação em Timor-Leste:

Desde o seu nascimento, a TT já investiu cerca de 103 milhões USD para o desenvolvimento das infra-estruturas de telecomunicações, tendo demonstrado ao longo destes 10 anos que está na vanguarda das tecnologias, adaptando-as às necessidades dos seus clientes. Todo este esforço reflete-se quantitativamente, através dos seguintes números:

  • Número de clientes – 632.500 de rede móvel e internet
  • Cobertura da população – cerca de 94% com cobertura de rede móvel e internet
  • Número de sites a operar em 2G e 3G – 188 (2G) e 122 (3G)
  • CCI’s (Centro Comunitários de Internet) – 40 já instalados em parceria com as Instituições Religiosas, empreendedores nacionais, Conselho Nacional da Juventude de Timor-Leste.
  • Para além dos CCIs, a Timor Telecom, no âmbito da sua política de responsabilidade social, tem patrocinado Internet gratuita em vários organismos tais como a Presidência da República, a UNTL, UNPAZ, IOB, Departamento da Juventude Católica da Diocese de Dili e Baucau, STAE, CNE, Centro de Formação Profissional S. Pedro Comoro, a Fundação da Visão Juvenil de Timor-Leste e a Fundação Ahisaun e mantém um Protocolo de Cooperação com o Arquivo Museu da Resistência.

 

O compromisso com a sociedade de Timor-Leste:

A Timor Telecom é uma empresa comprometida com o desenvolvimento da sociedade nas suas várias dimensões. Como tal, a Timor Telecom tem apoiado diversas iniciativas, tais como a publicação de livros de autores timorenses ou sobre Timor-Leste, atividades artísticas e culturais, atividades desportivas, atividades de carácter social e humanitário, nomeadamente o Tour de Timor, Festival Ramelau, Pesca Internacional de Ataúro e Com, Maratona Dili Cidade da Paz, entre outras.